Construção de Trajetórias e Identidades

Projetos em curso


Ética Aplicada ao Campo Socioeducativo: Metodologias e Formação Profissional

Enquanto “profissional da condição humana”, a intervenção socioeducativa do educador social é intrinsecamente ética na medida em que é instado frequentemente a decidir com “sabedoria prática” em problemas complexos. Chamados a identificarem problemas, deverão estes profissionais saber construi-los na consciência de que um problema, enquanto o for, contém um ou vários dilemas. Considerando-se que a conexão entre “problematização” e “dilematização” abre perspetivas extremamente interessantes no que à formação de profissionais da educação social diz respeito, os métodos de ensino podem adotar os referenciais teóricos e operacionais supracitados. O projeto pretende, assim:

  • Introdução de metodologias de ensino e formação profissional dos educadores sociais que conduzam à construção de uma “ética prática”;
  • Utilização de casos eticamente dilemáticos em contexto de ensino capazes de promover a decisão ética prudente, fruto da competência reflexiva sustentada em metodologias de problematização e dilematização;
  • Aprofundamento de uma dinâmica sistemática e consequente de imbricação dos processos investigativos nos projetos de formação teórica e prática e sua avaliação dos futuros educadores sociais.

Equipa: José Luís Gonçalves (IP), Florbela Samagaio, Gabriela Trevisan, Walter Almeida


 Trajetórias Socioprofissionais e Identidades Sociais e Formativas (2ª fase do projeto)

Descrição: O projeto tem como finalidade construir um perfil profissional do Educador Social que seja específico no domínio do trabalho social, para isso recorrendo a uma metodologia mista de investigação aplicada junto de profissionais de Educação Social e de entidades empregadoras. Pretende conhecer as trajetórias socioprofissionais dos educadores sociais reconhecendo os vários campos da sua atuação e mapear as competências adquiridas aferindo da sua correspondência face às necessidades do mercado de trabalho.

Objetivo: conhecer as trajetórias socioprofissionais dos educadores sociais reconhecendo os vários campos da sua atuação e mapear as competências adquiridas.

Equipa: Florbela Samagaio (IP), Gabriela Trevisan, Paula Medeiros
Investigadoras colaboradoras: Ana Camões, Raquel Fernandes, Daniela Vieira


Projetos a Iniciar em 2017


Trajetórias de Pobreza e Exclusão Social

Equipa: Florbela Samagaio (IP)
Investigadoras colaboradoras: Vanessa Guedes.


Projetos Terminados


Trajetórias Socioprofissionais dos Diplomados em Educação Social (1ª fase do estudo)

Descrição: A primeira fase do estudo recaiu sobre um estudo das trajetórias dos estudantes licenciados pela ESEPF, a partir da aplicação de um inquérito por questionário, repartido por cinco dimensões de análise fundamentais.

Objetivos: Conhecer as condições de acesso ao emprego dos diplomados em Educação Social pela ESEPF; Responder às necessidades do Regime Jurídico do Ensino Superior (Lei 62/2007); Identificar formas de mobilidade social e profissional dos diplomados em Educação Social pela ESEPF; Conhecer as funções/categorias profissionais dos diplomados em Educação Social pela ESEPF, no mercado de trabalho; Avaliar as taxas de empregabilidade do curso de Educação Social da ESEPF; Conhecer os segmentos do mercado de trabalho onde se inserem os diplomados em Educação Social pela ESEPF.

Equipa: Ana Maria Serapicos, Florbela Samagaio, Gabriela Trevisan


This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.